R$ 35,00

 

Título: Como eu vejo as coisas
Autor: Victor Castro Veiga

ISBN : 978-85-94187-89-5
Formato: 14 x 21 cm.
Páginas: 58
Gênero: Poesia
Publicação: Class, 2019

Verdades absolutas


A você que pretende continuar vivo,
será necessário acostumar-se com
algumas verdades absolutas e irreversíveis:
As segundas-feiras serão sempre penosas;
As pessoas continuarão fúteis, e resta-nos somente
o consolo das suas virtudes raras e cosméticas;
As lotações surgirão quase sempre
na hora contrária de sua agenda,
e os shows de rock and roll todos
acabarão mais cedo do que se gostaria;
Nossos pais dificilmente entenderão
os problemas da nossa geração, e nós
aos poucos vamos deixando de
entender também os mais jovens;
As músicas serão cada vez mais comerciais,
assim como serão, um dia, todas as vertentes
da arte (das que sobreviverem, é claro);
Os políticos vão piorar ainda mais, acredite.
A mentira e o dinheiro serão sempre mais
fortes do que qualquer outra razão, mas
ainda haverá pessoas maravilhosas lutando
para reverter esse trecho do texto;
Os poemas serão sempre das mesmas
palavras, e ainda assim eu duvido
que caiam na mesmice;
As horas vão continuar passando,
os seus medos provavelmente
continuarão os mesmos e você ainda
vai ter de perdoar muita gente
que lhe prometeu a eternidade.
Seus heróis um dia vão morrer,
ou antes morrerá deles o heroísmo;
Teremos sempre um motivo a mais
para estarmos insatisfeitos, e o futuro
sempre acabará mostrando que, na verdade,
os motivos eram todos bestas, e a gente
era feliz demais e nem desconfiava;
O amanhã será sempre assim, tão
esclarecedor, e esse poema estará
sempre aqui, na mesma página,
como gabarito impreciso das
coisas que hão de acontecer,
sem que alguém mude
o mundo como um dia já
pensamos em fazer.