R$ 38,00

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Título: MISTERIOSO PÁSSARO
Autora: Maria Alice Bragança

ISBN: 978-65-88865-72-9 

Formato: 12 x 18
Páginas: 66
Gênero: Poesia
Publicação: Class, 2021

Há uma beleza no silêncio, por trás dessas cenas diárias, no não-dito, mas que está ali, aqui, agora. Estes pequenos poemas reunidos neste livro são registros de caminhada, um tanto pela cidade, um tanto de olhar pela janela de minha casa, ponto de vista recorrente nestes tempos de quarentena infinita. Muito presente sempre essa mangueira centenária, que alcança agora o quinto andar em que habito, os pássaros, as borboletas, as nuvens, tudo que continua, mesmo efêmero, e continuará para além do calendário humano, um aprendizado.
Intertextos, nestas anotações de uma certa forma estar no mundo, há diálogos ancestrais e com quem foi trilhando antes pelas mesmas sendas. Ecos de Bashô, de Issa, de Shiki, grandes mestres a quem sempre releio, e de tantos outros estão presentes aqui. Alice Ruiz S, e seu “Jardim de haijin”, e Maria Valéria Rezende, e seu “Ninho de haicais”, são presenças inspiradoras, reconhecíveis nesses pequenos poemas, além de outras vozes, a que cada leitor poderá evocar (mesmo que eu mesma possa desconhecer).
Palimpsestos, neste século XXI, a criação é uma recriação do que lemos, vemos e ouvimos, de camadas de memórias.

Sobre a autora:
Maria Alice Bragança nasceu em Porto Alegre, RS. Jornalista, mestre em comunicação, redatora e editora de rádio e jornal, publica atualmente a coluna sobre livros “Estante da Alice”, no site da Rede Sina. Também foi professora de jornalismo e artes visuais. Tem poemas publicados em jornais, antologias nacionais e em Portugal, além dos livros individuais “Quarto em Quadro” (Shogun Arte, 1986) e “Cartas que não escrevi” (Casa Verde, 2019). Mantém, sem periodicidade, o blog “Alice & Labirintos” (alicelabirintos.blogspot.com) e participa do coletivo Mulherio das Letras. Seus poemas foram traduzidos para o espanhol e o inglês e publicados por revistas literárias, como Mallarmargens, Germina e In-Comunidade, entre outras. Em 2021, juntamente com mais de 100 escritores de 70 países, participou do Festival
Internacional de Poesia - FIP Parque Chas - Luis Luchi 100 Años.